Tá decorado. Mas não orna!

0 Flares 0 Flares ×

Vocês devem estar assustados com o título deste post, né? Pois é, polvo, acordei malvada inspirada! Seguinte, chega de falar do que é bonitinho, que orna, daquilo que fica fofo. Hoje vamos partir para a polêmica – desenterraremos as iniciativas de enfeitamento de cafofo de gosto duvidoso; aquelas escolhas bonitinhas, mas nada práticas e aqueles erros decorativos que quase todo filho de Deus, ou não, comete (inclusive esta que vos escreve)!

1 – Flores artificiais

Sério, gente, pra mim os indefectíveis arranjos com flores artificiais poderiam sumir do mapa, do planeta, da galáxia. E olha que algumas custam os olhos da cara (eu não dou um tostão furado) porque são réplicas fiéis de flores naturais. Heellooo!!! Flores naturais são belas porque exalam odor, tem um colorido próprio e difícil de reproduzir. Enfim, JAMAIS um vaso com uma orquídea de cabinho plástico vai ser tão bonita quanto uma Cattleya labiata.

O composé é de chorar em aramaico

O composé é de chorar em aramaico

2 – Coleções

Taí uma coisa que tento gostar. Mas tenho birra. De todas as coleções, as que mais me intrigam são as de anjinhos e as de latinha de cerveja. A Angélica, apresentadora amada das tiazinhas e  de gente que se enternece com celebridades, tem uma coleção de anjinhos. Não preciso nem explicar o porquê, né? Mas será que o Huck, tão cheio das firulas, deixa a loura expôr seus anjinhos no cafofo novo do Joá? – Angélica, querida, fiz um puxadinho para expôr a tua coleçãozinha, fica a 20 quilômetros daqui!

E coleção de cerveja me deixa triste. Aquele monte de cervejinhas massa tudo ali fechadinhas, com a validade passada… Sem falar do conjunto da obra horrorosa – você adentra a sala de estar, dá de cara com 1549 latinhas, o dono todo orgulhoso da conquista e você só pensando como ele faz para limpar tudo aquilo!

Para dar aquele up na sala de estar!

Para dar aquele up na sala de estar!

3 – Porta retrato

TODOS os momentos devidamente retratados e espalhados pela casa inteira não orna. Para não errar a mão, escolha algumas fotos bacanas dos membros da família, dos seus antepassados e exponha num só lugar: em cima de um aparador, de um balcão ou de uma mesa. Deixe para o álbum aquela foto maravilhosa em que seu marido está estreando a sunga branca e você tá divina naquele maiô de onça dançando axé dentro da piscina do navio. Registre os momentos, revele-os e organize em álbuns. Se a visita quiser saber como foi sua última viagem, é só sacar de um belo  e organizado álbum de fotografias. A sua casa não precisa ser  um exemplar da National Geographic e nem da Pais & Filhos, ok?

Não sei nem o que pensar!

Fotos em conserva?

4- Fios e cabos

Nada mais desempolgante do que um ambiente com mobiliário bonito, decoração massa e um monte de fios aparentes. Quando for planejar seus móveis pense nos fios e cabos a esconder. Se por enquanto você não tá podendo dizer Shazan para eles desaparecerem, invista em algumas ideias e soluções baratas que ajudam a disfarçar a bagunça.

Esta cerquinha para esconder os fios até que não é tão esquisita!

Esta cerquinha para esconder os fios até que não é tão esquisita!

5 – Mini escada

“Eu não queria que a escada tomasse tanto o espaço do ambiente e saca só que ideia incrível a do meu arquiteto!” Você dirige os olhos para a festejada solução e vê um troço minúsculo que só pode ter sido pensado por alguém que não tem filhos, labirintite, pais idosos ou amor no coração! Porque de todas as maneiras que você olha, a única coisa que consegue pensar é que alguém ainda vai se estabacar ali naquela escada genial! Algumas mudanças, ainda mais para quem não tem dinheiro para reformas a todo momento, devem levar em conta quais os planos e hábitos de quem ocupa o espaço – se terão filhos, se estão perto da velhice, se os pais frequentam a casa – pois a transformação, como no caso da mini escada,  pode ser um transtorno.  Eu, por exemplo, apesar de receber meus pais no máximo quatro vezes ao ano, jamais morarei num prédio que não tenha elevador. Minha mãe tem artrose, alguma dificuldade para caminhar e seria um grande problema ela ter de enfrentar escadas para chegar até a nossa casinha.

A escada pega velhinho!

Escada pega velhinhos!

* Nosso lado cri cri não para por aqui, voltaremos na semana que vem com mais deslizes no décor. Se você quiser colaborar com o ‘Tá decorado. Mas não Orna’, envie foto e seu pitaco para casadelagracia71@gmail.com.

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Twitter 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

6 comments

  1. Carolina Moura says:

    o negócio das coleções… acho que é uma questão de ser criativo e integrar elas no ambiente de um jeito legal, né? eu suspeito que seja impossível fazer isso com uma coleção de anjinhos… e também não sou fã das de cervejas, mas essa até dá pra inventar alguma coisa. acho que no último casa cor eu vi um quadro com nichinhos cheios de carrinhos hot wheels que ficou bonitinho, pra quem curte isso. acho meio sentido ter uma coleção enfiada numa caixa que ninguém vê…

    • casadelagracia says:

      Eu não sou muito fã de grandes coleções – vinte é meu número máximo de tolerância para objetos de um mesmo grupo. Claro, se tiver um nicho bacana para colocá-las, que não passe de mais de 1000 tranqueirinhas, que não estejam expostas na sala de estar e que não sejam de cervejas ou anjinhos, pode até ser! Minha opinião super democrática – não façam coleções!!! hahahahhahahaha (A loka!)

  2. Juliana says:

    To contigo nas flores de plástico, escada pequena, fios aparentes… as coleções eu concordo com a Carolina…nos porta retratos, eu tbém não gosto do exagero… mas eu tenho um de vidro de conserva que ficou mto bonitinho, tá? kkkkkkkkkkkkkkk… Outras coisas que decoram, mas não ornam (pra mim).. são aquelas cozinha temáticas, tipo: Vaca, galinha d’angola, frutas… e pior, todos os eletrodomésticos vestidos!!! Mas adorei o post!!! Polemizou!!!

Deixe uma resposta