Pic nic

0 Flares 0 Flares ×

picnic

Verão, férias, tarde na praia com muita areia e aquele solzão esquentando a caçuleta?

Esqueça tudo isso, diversifique sua rotina de ócio e diversão e se jogue num piquenique.

Chame a rapeize dourada e a não tão bronzeada assim, se mandem para um lugar qualquer e esperem a vida passar numa sombrinha, com comidinhas supimpas, astralzinho massa e porque não até um sonzinho ao vivo? Riponguei geral!

Aqui em Floripa tem alguns lugares bacanas para armar aquela muvuquinha regada a abraços em gravetos, quitutes e muito ar puro.

Eu, querido e amigos já estendemos nossas toalhinhas xadrez no Horto Municipal do Córrego, numa quebradinha entre Cacupé e Sambaqui (com direito a uma vista esplêndida da baía norte) e no Parque de Coqueiros. Foram tardes de alegria, comilança e boa música.

Para que o seu randevú ripongo não desande:

O lugar – arborizado e com graminha rasteira.

Os apetrechos – toalhinha, canga ou tapetes para serem estendidos; louça leve e resistente; repelentes e filtro solar; guardanapos; a cesta (charme necessário) e, para garantir o conforto, as essenciais almofadinhas.

Mais pitacos que catei daqui:

1. Numa geladeira ou sacola térmica, coloque garrafas plásticas com água potável congelada. Assim, ela ajuda a conservar os alimentos e, depois, ainda pode matar a sede.

2. Escolha frutas maduras da estação e fáceis de descascar. Opções como melancia e abacaxi devem estar cortadas e guardadas num recipiente plástico com tampa. Acomode frutas inteiras numa cesta.

3. Prepare uma salada com folhas resistentes, como alface americana, escarola e broto de alfafa, guardadas em recipientes plásticos. Tomate cereja e cenouras cortadas em rodelas também são boas opções.

4. O pão – caseiro ou integral – já deve estar fatiado. Se houver crianças, é melhor levar pequenos sanduíches montados. Que tal rechear com queijo estepe ou prato com fatias de tomate e folhas de manjericão? Outra sugestão é colocar patê de ricota (ou cottage) com azeitona preta e orégano.

5. Queijos amarelos são boas escolhas, especialmente se o local for quente. Queijos brancos e frescos podem ser consumidos com o clima ameno.

6. Os sucos não devem ser de frutas ácidas, pois podem amargar. Experimente o suco de uva orgânico diluído ou o extrato de guaraná natural.

7. Bolos simples, sem cremes ou confeitos, são bons para esse passeio.

Achei as sugestões bem adequadas. Mas como sou outsider, encurtei o trololó: passem na padaria mais próxima, comprem tudo pronto e não me esqueçam de levar uma térmica com vinho branco, cerveja, graspa ou qualquer outro ‘amplificador de felicidade’, muito necessário no momento rodinha de violão.

Último conselho: Ao contrário da música cantada pelo Wanderley Cardoso, não me vão brigar na volta do piquenique e acabar com o climinha paz e amor!

O Piquenique (Roberto e Erasmo Carlos)

Mas a volta é que foi tão triste
Briguei com meu amor na estação
E no trem ele voltou a chorar
Só perguntando, meu bem, qual foi o motivo que eu dei
Prá você me tratar assim
Querendo por no nosso amor um fim
Há um ditado que existe
Ninguém há de querer mudar
Em toda volta de piquenique
Alguém tem que chorar
Sou uma fofa, né?
0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Twitter 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Deixe uma resposta