Lavoisier tinha razão

0 Flares 0 Flares ×

Inventei mais uma seção para o bloguinho – ‘Lavoisier Tinha Razão’.

Não me gonguem, essa é mesmo fruto da minha própria cachola!

A parada é a seguinte:  vou dar dicas de como reutilizar aquelas tranqueiras fofas que poderiam estar alimentando as traças do seu baú, jogadas no lixo  ou enfeitando aquela sua amiga folgada necessitada.

Olhando a minha casa encontrei váááriiiaas coisas de vestir que estão adornando as paredes. Mas que segundo a lógica da ‘decoraçã’  tradicional deveriam estar guardadas no closet, armário, na lixeira… Pois bem, extravagante teimosa que sou, junto ao meu bar tenho um lindo boá verde, discretíssimo, que tá lá pendurado desde o último bailinho de Carnaval, quando cheguei  em casa toda manguaçada  animada.

E o mais incrível é que os amigos batem o olho na plumagem verde-cheguei, acham o máximo e ainda exultam a minha criatividade, coragem (muito necessária) e blá blá blá…

Na real,  não teve nada de inventivo, foi pura preguiça de ensacar o bicho e guardar em um local adequado. Os dias foram passando e eu me acostumei com a ideia de ter um bar à Gaiola das Loucas. O querido ficou meio puto  reticente. Mas depois relaxou.

Se você adotar no seu cafofo uma coisa muuiitooo Clóvis Bornay  e o povo torcer o nariz para a sua ‘decoraçã’, mostra a casa do Marcelo Rosenbaum, diz que é tendência e ainda paga uma marra de sustentável.  Afinal,  não é porque você é um mero desconhecido que não pode ter seu próprio barracão de escola de samba.

Mas tenha cuidado! Não me vai lá na Plumas e Paetês comprar uma tanga do Bátima e pendurar na parede da sala.  Noção e  proporção, minha gente!

Se a sugestão do boá é demais para você, vai aqui no minasdeouro que tem umas diquinhas bem legais!

No Bailinho


Cris, eu e meu boá rico e Ioná

Na Casinha


* nota mental: ajustar a máquina e a pessoa que aperta o botão

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Twitter 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

7 comments

  1. entrevistaseentrelinhas says:

    Concordo com vc, Fabi… na decoração, como na vida, nada se perde, tudo se transforma! Tbém adoro ideias de reaproveitamento… estou até estudando um forma de transformar caixas de feira num armarinho pro meu lavabo… hehehehehe
    To de devendo a foto da minha janela, né?
    Deixa que logo eu te mando…

    Beijos

    • casadelagracia says:

      Jú, pinta ele uma cor bem vibrante e se tiver espaço faz uma composição na parede com dois caixotes de cores diferentes, mas que combinem (ou não)! hehehe
      Sim, estou esperando a fotinho 😉

Deixe uma resposta