Intimidade Dócil terá apresentações gratuitas em Florianópolis

0 Flares 0 Flares ×
_MG_9149
Intimidade Dócil questiona os dispositivos de poder sobre o corpo. Espetáculo entra em cartaz nos dias 25 e 26 novembro, no SESC Prainha, em Florianópolis
*Luciana de Moraes
O corpo no mundo contemporâneo. Influenciado pelos jogos de poder, pelo controle e manipulação do ser, exigência de comportamentos aceitos pela sociedade, poucos modos permitidos de existir. Um território vigiado, julgado, encarcerado, em constante observação. Este é o contexto que motivou a pesquisa das artistas Renata Roel e Bruna Spoladore para o projeto de dança contemporânea Intimidade Dócil. O espetáculo entra em cartaz no Teatro SESC Prainha, em Florianópolis, com duas apresentações gratuitas nos dias 25 e 26 de novembro, às 20h.
O estudo da dupla partiu do conceito de Panóptico defendido na obra “Vigiar e Punir” de Michel Foucault (1987), que investiga a ideia de que o olhar está alerta em toda parte e fala de uma dissociação entre ver e ser visto. Neste pensamento, há um observador privilegiado que tudo vê em oposição a alguém que é observado, mas que não observa. A dramaturgia desenrola-se a partir do corpo, nas questões respondidas até a exaustão pelas artistas, na resistência e permanência que geram um estado de sensações e compõem uma corporalidade, acompanhada por uma plateia muito próxima à cena.
O trabalho utiliza projeções de vídeo e é ritmado pela trilha sonora produzida pelo músico, compositor e sonoplasta Demian Garcia, que captou os sons provocados pelo impacto dos corpos das bailarinas em contato com o chão. A turnê foi viabilizada pelo Edital de Patrocínio dos Correios 2015 e circula por cinco cidades brasileiras: Florianópolis(SC), Curitiba (PR), Campinas (SP), Belo Horizonte (MG) e João Pessoa (PB). Em 2012 o projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte Petrobras de Dança Klauss Vianna, na categoria Jovens Talentosda Região Sul, estreou em Curitiba (PR) no ano seguinte e representou a cidade na Bienal SESC de Dança este ano. As bailarinas também coordenam uma oficina sobre o tema “Modos de Compor”, no dia 26 de novembro, das 9h às 17h.
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo email candidamonte@gmail.com
Sobre as bailarinas:
Bruna Spoladore é mestre em dança pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e atualmente integra o Núcleo Artérias, de São Paulo, que tem direção de Adriana Grechi. A bailarina Renata Roel é doutoranda pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Elas estudaram no Centro de Estudos em Movimento, em Portugal.
Ficha Técnica:

Criação, Concepção e Performance: Bruna Spoladore e Renata Roel
Colaboração Artística: Elke Siedler, Gladis Tridapalli e Olga Nenevê
Projeto Audiovisual: Bruna Spoladore e Renata Roel
Trilha Sonora: Demian Garcia
Figurino: Eduardo Giacomini
Arte Gráfica: Thalita Sejanes
Iluminação: Érica Mitiko
Produção Executiva: Cândida Monte e Wellignton Guitti

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Twitter 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Deixe uma resposta