Historinha de namorado

0 Flares 0 Flares ×

eu-e-ele

Nadar, andar de bicicleta e ter humor. Sempre foram os meus critérios na escolha do par perfeito. Você vai dizer: mas só isso? É, ter a dentadura completa também dava aquele plus.

Todo mundo que me conhece sabe que eu amo praia, da minha vibe meio riponga… Sendo assim, eu NUNCA me imaginei em uma praia com um cara que fica abaixando a bunda só para dar uma molhadinha ou nadando cachorrinho. É fim de carreira. Nem pensar!

E andar de bicicleta? Como assim o cara não sabe pilotar uma magrela? Que tipo de infância teve uma criatura dessas? Só pode ser um esquizofrênico, não tem explicação!

Mas Fabi, ele é PHD em música erudita, culto, gentil…

– Sabe nadar?

Não

– Nem me apresenta, então!

Eu sempre tive meus métodos para entrar no assunto quando o negócio tava apenas na fase ficandinho.  Falava da infância, de como eu amava andar de bicicleta, de acampar, ir à praia… Esperava a deixa para o sujeito se entregar. Se eu via que não ia arrancar a confissão, tascava logo a pergunta: tu sabe nadar e andar de bicicleta?

Se a resposta fosse positiva meus olhinhos brilhavam e a certeza de que diante de mim estava o homem da minha vida.

Só que as vezes o biatleta palhaço da minha vida também era um grande filho da puta  e lá seguia eu novamente em busca do meu nadador perfeito.

Mas hoje graças a Santo Antônio de Pádua e muita reza eu tenho o Fabrício – o querido para quem lê esse bloguinho. Ele nada, anda de bicicleta e me faz rir. Muito!

O segredo? Não tem. Apenas coisas em comum, muito bom humor, respeito a privacidade um do outro, lealdade, companheirismo, sexo massa, muita admiração e uma boa dose de paciência de ambas as partes. Ele, estressado. Eu, maluca dos hormônios.

Ser verdadeiro também conta muito: se eu não estou em um bom dia, aviso que não tô legal. Digo que não é nada com ele, é comigo e com os meus fantasmas, logo vai passar e por isso quero ficar quietinha, folhear minhas revistas, ver TV na cama. E passa mesmo!

Não acho justo fazer o outro refém do seu mau humor, do seu dia péssimo. Seja sincero e amigo!

Quando o dia não tá legal para ambos conversamos, as vezes choramos e seguimos em frente, sempre juntos!

Quando o dia tá massa, é festa! A dois. Festança!

– Tu me acha sexy?

– Tu é engraçada!! Vem cá minha coisoquinha!

Acho que acertei nos meus critérios!

Feliz Dia dos Namorados!

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Twitter 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

8 comments

Deixe uma resposta