Confira os principais assuntos discutidos no Design Trend Talks

0 Flares 0 Flares ×

Experts em marketing, produção de conteúdo, plataformas digitais e eventos, dividiram as suas experiências sobre estes mercados e compartilharam dicas para aplicações práticas nos segmentos de móveis e decoração.

Mais de 250 pessoas, entre varejo e principais representantes das indústrias do polo moveleiro de Bento Gonçalves, participaram do Design Trends Talks, realizado pela High Design – Home & Office Expo, junto com o Sindmóveis e o Viva Decora. O evento aconteceu nesta quarta-feira (01/02) no hotel Villa Michelon, em meio ao Vale dos Vinhedos.

Os convidados puderam ouvir cinco experts em marketing, plataformas digitais e eventos, que dividiram as suas experiências sobre estes mercados e compartilharam dicas para aplicações práticas nos segmentos de móveis e decoração.

Henrique Tecchio, conselheiro do Sindmóveis, deu às boas-vindas ao público da região que apareceu em peso para participar da manhã de conteúdo. O executivo contou aos palestrantes convidados sobre a importância do polo moveleiro de Bento Gonçalves, que tem aproximadamente 300 indústrias. Em seguida, subiram ao palco para a abertura Diego Simon, fundador e CEO do Viva Decora, e Lauro Andrade, diretor da High Design Expo, Expo Revestir e criador do São Paulo Design Weekend.

Abrindo as palestras, Yun Ha Cha, gerente de novos negócios do Google, apresentou 5 insights para o mercado de decoração, reforma e mobília, seguida por Lauro Andrade falando sobre a importância dos grandes eventos nas estratégias multicanais, encerrando a primeira parte com Viva Decora mostrando dicas de como as marcas podem criar fãs e clientes.

Após o Coffee Break, a manhã de conteúdo terminou com Débora Brauhardt, da RD Station e Paulo José, diretor geral de comunicação da Leroy Merlin, falando sobre o empoderamento do consumidor final e o que isso afeta no nosso dia a dia.

O questionamento que permeou as apresentações foi “como a indústria, o varejo, as mídias online e os eventos podem trabalhar juntos para gerar benefícios às empresas e entregar valor aos seus clientes?”. Cada um dos palestrantes levou a sua proposta à pergunta e o resultado agradou muito ao público da região que valorizou o evento realizado.

O conteúdo das palestras será disponibilizado pela High Design Expo por meio de e-books com dicas para a indústria e o varejo de móveis e decoração. Aguardem!

 High Design Expo: A importância dos grandes eventos nas estratégias omnichannel

O idealizador da High Design Home&Office Expo e diretor da Expo Revestir, Lauro Andrade, garante que, na nova era da decoração, quem manda é o cliente. Para ele, mais do que focar em tecnologia, conteúdo, força e forma, as marcas devem olhar para as pessoas. Na nova jornada do cliente, a compra não ocorre apenas na hora em que a loja está aberta, mas o tempo todo em diferentes plataformas. “O cliente não pensa se é digital ou físico. Ele quer solução. As pessoas realmente têm que ser o centro da estratégia nesse novo modelo de negócios”.

Diego Simon, fundador e CEO do Viva Decora

Viva Decora: como criar fãs “Clientes” da marca através do ciclo do encantamento 

Elencando 12 passos para criar clientes fãs das marcas de mobiliário e decoração, o fundador e CEO do Viva Decora, Diego Emmanuel Simon, explica que o processo de venda mudou e, muitas vezes, o cliente tem mais informação que o vendedor. As marcas têm dificuldade para manter contato com seus consumidores: pairam incertezas sobre a melhor abordagem, o melhor conteúdo a oferecer. “Na relação com as marcas, não existe amor à primeira vista. A conquista é passo a passo e sabe-se que 81% das vendas em geral ocorrem somente depois do quinto contato do cliente com a marca”, pontua.

RD Station: como o marketing de conteúdo pode aumentar suas vendas?

Débora Brauhardt, Implementation Success Manager na RD Station, indicou aos participantes como usar conteúdos para vender mais e melhor. Segundo ela, o marketing offline ainda tem eficácia, mas é somente no online que as marcas conseguem medir o caminho que o cliente percorre até chegar à compra. E aí que o contéudo bom importa e ajuda a vender mais. A jornada de compra, ela pontua, passa pela descoberta, reconhecimento do problema, consideração da solução e decisão de compra. “Quando falamos em jornada de compra, estamos falando 80% a respeito do cliente e não da empresa. Mais importante que saber pra quem se vende é entender quem é o cliente com real potencial de compra e, eventualmente, para quem não desejamos vender. Isso se faz mapeando personas e entendendo quem é o ser humano por trás dos dados demográficos. Isso é fundamental para a geração de conteúdo”, destaca.

Leroy Merlin: empoderamento do consumidor final e como isso afeta o nosso dia a dia

O diretor geral de comunicação da marca no Brasil, Paulo José, trouxe um relato sobre novos comportamentos e como eles afetam a jornada do consumo. Para ele, na construção de uma marca sólida as organizações devem esquecer o digital como centro da estratégia e gerar experiência na loja, preparando as equipes para atenderem bem o cliente. A conversão de venda, garante Paulo, não acontece com equipes despreparadas. “Preparar equipes é mais desafiador que produzir conteúdos, porque envolve a programação comportamental das pessoas. Na Leroy Merlin, tentamos entender a nuance do cliente, o comportamento das pessoas”, indica. Para tornar o ponto de venda um local definitivo para a tomada de decisões, ele indica que não precisa de muito, mas precisa sinergia. “Inovar nas ações pré e instore. A busca é por praticidade, a experiência não pode ser maçante. A marca tem que atender aos diferentes estilos de vida. Não é mais por sexo, idade e classe, mas por detalhes na vida das pessoas que mudam toda a sua rotina: é mãe, é atleta, tem cachorros? Tudo isso afeta a experiência de compra”.

 

Fotos by: Bird Fotografia

Texto: comunicação do Sindmoveis e da High Design Expo

 

 

 

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Twitter 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Deixe uma resposta