Chez Moi

0 Flares 0 Flares ×

chez1

No último domingo ganhei do querido o livro de estilo da chiquetosa Inès de la Fressange, “A Parisiense”.

A publicação da ex-modelete da Chanel e atual ícone mundial para assuntos de elegância é  meio que um guia espiritual para copiar  seguir quando a gente não sabe como se comportar, vestir, andar, comer, falar, piscar… e quer ser considerada uma chique, um mito no high society – aquele “que fede mas tem dinheiro pra comprar perfume.”

Segundo Inès, é brega ficar em fila de espera para chamar de sua a it bag do momento. Achei o máximo! Posso xingar de bagaceira quem se aboleta em filas para ter uma Birkin e ainda posar de ‘phyna’!

– Inès, querida, passa aqui em casa para um café com rosca!

Entre tantos itens tratados para ser tão elegante quanto uma nascida na Cidade Luz,  o que mais me agradou foram as dicas para ter uma casinha cozy e descolada. O resto dos palpites de madame La Fressange eu meio que descurti, pois são cool demais e sou uma criatura muito do expansiva para ser francesa.

Bom, chega de entremeios e vamos aos finalmente:

Alguns pitacos de Inès sobre décor em Paris

O apartamento (quase sempre pequeno) da parisiense é o seu reino! A melhor maneira de conferir um estilo particular é se basear em um tema, uma combinação de cores, um gênero, uma época… Componha seu caderno de tendências recortando fotos de revistas, para ajudá-la a encontrar o espírito de sua decoração.

  • Gosto de mudar de decoração. meu apartamento anterior era bem tradicional e repleto de bibelôs, o apartamento atual é clean e minimalista.
  • Para manter o charme não faça reformas radicais. Assim como na moda se respeita o estilo da mulher, em decoração se respeita o estilo do lugar.
  • Pinte as sancas do teto da cor que quiser. Mas destruí-las, nunca!

    Pinte as sancas do teto da cor que quiser. Mas destruí-las, nunca!

    A decoração deve refletir a nossa personalidade. Como na moda, misture os estilos. E o cheap e o chique – móveis populares com outros de designers e alguns encontrados em brechós, por que não?

chez3

À esquerda, uma Ball Chair do designer Eero Aarnio faz contraponto ao restante da mobília.

  • Fabrique suas obras de arte. Por que pensar que é absolutamente necessário pagar milhões para ter arte em casa? Enquadre desenhos de seus filhos, uma imagem bacana que viu na revista, coloque objetos garimpados em caixas de acrílico, amplie e emoldure fotos que lhe agradem…
Armário antigo de vestiário serve como suporte para colar as 'obras de arte' dos moradores

Armário antigo de vestiário serve como suporte para colar as ‘obras de arte’ dos moradores

  • Coloque tudo em caixas. A parisiense não hesita em acumulá-las. Colecione caixas de zinco, de papelão… e coloque-as em prateleiras formando uma espécie de coluna.
  • Arrume os utensílios de cozinha em vasos, potes cerâmicos, jarras. É sempre interessante encontrar funções novas para os objetos. Reinventar é recomendado.

Bandeirolas  e louças expostas é muito charme!

Bandeirolas e louças expostas é muito charme!

  • Esconda tudo que seja feio. Por exemplo, guarde sua impressora cinza e feiosa no armário!
  • Coloque velas perfumadas em cada aposento. Aroma é tão importante quanto belos móveis. A gente as acende assim que entra em casa, mesmo que ainda não tenha escurecido.

Climinha

  • Surpreenda com a louça. Sou fã de pratos quadrados com bordas arredondadas, como a mesa da minha cozinha. Não são fáceis de achar, mas são mais originais do que os redondos e os quadrados.
  • Pense branco. Para deixar um apartamento pequeno com jeito de loft, aposte tudo na escolha das cores: uma gama de cinza, bege, cáqui e alguns toques de preto. Mas se hesitamos muito entre duas cores, mais vale escolher o branco.

Clareza e amplitude

*As fotos dos ambientes que ilustram este post foram emprestadas do nosso querido e amado Casa Chaucha.

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Twitter 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Deixe uma resposta