Bate-papo sobre “Design e Sustentabilidade” com os estúdios Nada se Leva e RatoRói

16 Flares 16 Flares ×
designers André Bastos e Guilherme Leite Ribeiro, do Estúdio Nada Se Leva

designers André Bastos e Guilherme Leite Ribeiro, do Estúdio Nada Se Leva

O evento faz parte da programação paralela da Bienal Brasileira do Design, nesta quarta-feira, 20 de maio, às 16h, na Studio Ambientes

*Por Luciana de Moraes

O design como pensamento construtivo e resposta às necessidades da vida. A Studio Ambientes, showroom que representa com exclusividade a marca catarinense Larco, promove bate-papo nesta quarta-feira, 20 de maio, a partir das 16h, no seu showroom no Shopping Casa & Design, sobre a identidade do DNA nacional e os processos envolvendo indústria, designers e processos sustentáveis. O evento integra a programação paralela da Bienal Brasileira de Design 2015, que segue até 12 de julho, em Florianópolis (SC).

O empresário Alfredo Vanelli, no comando da Studio Ambientes, irá compartilhar sua experiência à frente da Larco. Desde 2006 a marca firmou parceria com o estúdio Nada se Leva, de São Paulo, apostando na sincronia entre forma, função e métodos de produção.  “O design e a indústria pensam juntos não só no resultado do produto, mas na cadeia produtiva. Como é feito, a logística, de que forma o ser humano vai estar inserido neste processo… Pensar com design dentro da indústria é alocar os melhores recursos humano, social e ambiental para a criação de produtos e processos que viabilizem ideias de acordo com o entorno”, explica Vanelli.

Na parte criativa o bate-papo irá reunir os designers André Bastos e Guilherme Leite Ribeiro, do Estúdio Nada Se Leva, de São Paulo. A dupla assina as coleções da marca catarinense desde 2007. A designer Flávia Vanelli, da RatoRói, conta como foi criada a primeira estampa em parceria com a Larco, lançada em 2014, e o processo que  envolve a sustentabilidade do produto. “Há algum tempo nos dedicamos a expandir o leque de opções de materiais para nossos projetos. Nossas pesquisas envolvem materiais descartados, usados, desmontados, reciclados. Na coleção desenhada para a Larco percebemos que enquanto desenvolvíamos novas matérias a partir de embalagens plásticas, separadas por meio de uma parceria com a Associação Jaraguaense de Recicladores, as composições formadas  durante o processo de arquivo poderiam ser utilizadas também para estamparia. Sabemos a  importância das imagens para os dias atuais e seu potencial de ressignificar o mundo”.

Questionar os padrões existentes e induzir a criatividade é um exercício constante para as empresas dispostas a contribuir com novas percepções funcionais e estéticas. É dessa forma que outras consciências se disseminam pelo mundo. O bate-papo terá mediação da jornalista Simone Bobsin, e será aberto para todos interessados no assunto. A loja também apresenta uma exposição com as peças assinadas pelo estúdio Nada se Leva para a Larco. A coletânea é formada pelas poltronas Slow e Jacarta, Banco Afrique e mesa Serra. A mostra fica aberta ao público até o dia 12 de julho.

Imagem de abertura: Mariana Boro

16 Flares Facebook 16 Google+ 0 Twitter 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 16 Flares ×

Deixe uma resposta