Arq SC – anuário apresenta 46 projetos de escritórios catarinenses

25 Flares 25 Flares ×
Equipe responsável pelo Arq SC. Jornalista Simone Bobsin, ao meio, é a responsável pela criação e edição do anuário de arquitetura

Equipe responsável pelo Arq SC. Jornalista Simone Bobsin, ao meio, é a responsável pela criação e edição do anuário de arquitetura

Publicação referência no assunto destaca 46 obras e publica temas que ampliam a discussão e educam o olhar para as várias formas de criar  

O Arq SC – anuário de arquitetura catarinense – chega a sua sétima edição recheado de projetos significativos que traduzem o modo diversificado de morar, viver e trabalhar de Santa Catarina.  O lançamento será no dia 10 de março, às 19h, na loja Zuhause Kretzer, em Florianópolis. ​ À frente do mapeamento desses projetos está a jornalista Simone Bobsin, que há 20 anos trata do tema, quando começou a escrever para um caderno voltado para esse setor. Multimídia, migrou para a televisão, onde atualmente comanda um programa sobre o assunto, além de ter participação diária no rádio, com dicas sobre arquitetura, design e decoração.

A ideia da jornalista criadora do anuário é democratizar e popularizar a arquitetura que, segundo ela, apesar de fundamental, ainda tem um longo caminho de compreensão pela frente. – Arquitetura envolve desde as nossas casas, o modo como vivemos em comunidade até a maneira como transitamos nos espaços. Mesmo com a seriedade que o assunto requer, noto que ainda falta uma valorização e entendimento do quanto ela é a protagonista para a melhora na qualidade de vida – opina.

Ainda assim, Bobsin acredita que, de um modo geral, a arquitetura está mais democrática e com mais pessoas tendo acesso a bons projetos. – Porém, ainda é vista como um serviço caro, para poucos – lamenta. E entre os vilões desta pouca percepção, aponta a nossa falta de consciência, informação e cultura para definir o legado que queremos deixar para as gerações futuras, além da ausência de visão do poder público. Para contextualizar seu pensamento cita o colega, também jornalista especializado em arquitetura, e colaborador do ArqSC, Vicente Wissenbach: a grande virada na arquitetura e no urbanismo se dará quando for obrigatória a existência de um projeto executivo para a licitação das obras;  na área privada, quando os arquitetos conquistarem a direção e/ou o acompanhamento da obra, como ocorre na maioria dos países e, por fim, quando o Estado não mais delegar a função de planejar as cidades e a habitação para os empreiteiros.

Para ampliar esse debate e educar o olhar para a arquitetura catarinense a jornalista resolveu dar ao anuário uma nova configuração. Nesta edição serão publicados, além dos 46 projetos de escritórios catarinenses, matérias, entrevistas e artigos que tratam de assuntos afins, como textos sobre economia criativa, assinados por Ana Carla Fonseca e Edna dos Santos Duisenberg, principais nomes da cena brasileira sobre o tema; homenagem aos 30 anos do Laboratório Brasileiro de Design Industrial, com o artigo do professor e designer Célio Teodorico, profundo conhecedor da história que ajudou a construir; um tributo ao arquiteto Vilanova Artigas, que completaria 100 anos de nascimento em 2015; uma entrevista com o ícone do jornalismo de arquitetura no Brasil, Vicente Wissenbach e ainda uma conversa com Charles Watson sobre processo criativo.

 

Serviço:

O que: Lançamento do anuário ArqSC

Quando: 10 de março

Horário: 19 horas

Onde: Zuhause/ Kretzer​

 

Pic by: Mariana Boro

25 Flares Facebook 25 Google+ 0 Twitter 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 25 Flares ×

Deixe uma resposta